EXISTE O SONHO E O DESEJO DE COMUNHÃO COM O UNIVERSO.

13 de fevereiro de 2018

A importância da auto estima, um direito a ser conquistado desde a infância!



A família é essencial no desenvolvimento das crianças, isso já não é mais novidade. 
Para obter um desenvolvimento adequado, o comportamento  dos pais,  o clima tenso no lar, muitas vezes pode ser um fator de risco ao desenvolvimento infantil e consequentemente afetar a autoestima da criança. Quando há a comunicação negativa, punição física, agressão verbal, regras  muito rígidas e  sem sentido,  podem gerar desequilíbrio na harmonia do desenvolvimento da criança.

A auto estima tem um papel fundamental  na construção do indivíduos, e pode refletir tanto positiva como negativa em nossas vidas, ela não está estritamente ligada a beleza, a estética e a vaidade, mas  relacionada a nossa capacidade de acreditar. de realizar,  na auto confiança de ser quem realmente somos.


A autoestima  quando está equilibrada a pessoa:
-Aceita-se como ela realmente é;
-Sabe  conversar com os outros educadamente;
- Suas emoções são equilibradas;
-Encara e resolve seus  conflitos;
-Aceita a realidade;
-Tem confiança em si mesmo.

Quando temos a  consciência de quem somos,  conhecemos os nossos potenciais e limitações, sabemos ser, estar, fazer, merecer estamos no caminho certo do autoconhecimento uma auto estima equilibrada.

Quanto mais cedo iniciarmos este caminho, mais adultos conscientes nos tornamos, e este caminhar deve iniciar ainda na infância, vejamos alguns pontos que são importantíssimos  na construção da auto estima da criança.
  
Atitudes que desequilibram a auto estima da  criança:

-EXCESSO DE LIBERDADE;
-ENFATIZAR OS ERROS DA CRIANÇA CONSTANTEMENTE;
-CRÍTICAS EXAGERADAS;
-FAZER COMPARAÇÕES COM OUTRAS CRIANÇAS;
-PAIS AUSENTES ( quando os pais não acompanham a vida escolar e social da criança);
-AGRESSÕES FÍSICAS;
-EXPECTATIVAS ALTAS OU BAIXAS DEMAIS ( não projetem seus sonhos e desilusões nas crianças);
-PALAVRAS QUE MAGOAM;
-EXCESSO DE ELOGIO:
-SUBESTIMAR A CAPACIDADE DA CRIANÇA;
- DISCUTIR NA PRESENÇA DA CRIANÇA ( atenção nunca faça isso na frente de uma criança, isso os torna agresivos)

Para desenvolver saudavelmente a autoestima é necessário fazer com que a criança se sinta amada e especial. Se ela fizer algo errado, faça-a  perceber que mesmo tendo dificuldades e falhando, sabemos que ela está aprendendo e se posicionando no mundo, e o que mais ela  precisa é saber que os pais e educadores estarão ao seu lado, incentivando e mostrando que as frustrações fazem parte do desenvolvimento, e que todos nós vamos passar por isso a vida toda.

Como ajudar a criança no desenvolvimento da auto estima:

- Dar a ela a possibilidade de escolha (quando possível);
- Explicar que cada decisão gera um resultado;
- Dar responsabilidades de acordo com a faixa etária;
- Elogiar quando for por mérito próprio.;
- Saber que perder ou empatar faz parte (pais não demonstre só  lado da vitória para seus filhotes, pois quando sair no mundo lá fora ele terá que lidar com a perda, ensine isto desde já, assim o impacto será menor);
- Ser afetuoso;
- Proporcionar sentimentos de felicidade e satisfação mesmo as pequenas conquistas;
- Ensinar a doar de coração;
- Serem gratos por tudo que são e o que possuem;
- Realizar atividades lúdicas. brincar
- Desenvolver a leitura com sua criança ( o hábito da leitura é fundamental, ajuda a desenvolver o senso crítico)
-  Brincar , andar de mãos dadas.
-  Falar palavras, ter atitudes e ações edificantes
-  Dar a base familiar (família são aqueles que criam com afeto,  lembre-se disso)
-  Sorriso, abraço, andar de mãos dadas, escutar, cooperar
-  E o  mais importante é demonstrar o amor.

A autoestima é a fonte essencial e traz a alegria de viver, é com base no amor e na qualidade das relações que se desencadeia uma boa percepção de si mesmo, o EU SOU.

Pais  e educadores . são  os formadores desta nova geração, e é muito mais fácil educar uma criança do que corrigir  um adulto, superar os nosso dramas que vem da infância é muito mais complicado, muitos entre nós sofre de baixa autoestima e as vezes nem percebemos que estas pessoas sofrem de crenças distorcidas de si mesmo, observe as pessoas  que reagem ao mundo com agressividade, este ser agressivo lá no fundo está é gritando por socorro, e precisa de ajuda para resgatar sua auto estima.

Ensina-los a confiar em si, esforçar-nos para melhorar, enquanto pais e educadores, mostrar a criança que a auto critica por não ter se saído tão bem em uma tarefa não é a melhor saída, o importante é fazer e saber que há a possibilidade de aperfeiçoamento, todos  nós falhamos  em algum momento. O erro é a fórmula secreta para o grande sucesso, é importantíssimo ensinar isso as criança

Cabe a nós, dentro de nossos conhecimento e vontade, promover essas mudanças significativas em nossa sociedade a partir da criança, para vivermos em um mundo mais justo e igualitário.

Carl Gustav Jung, psiquiatra, psicoterapeuta e fundador da Psicologia Analítica, diz o seguinte  “ “Eu não sou o que aconteceu comigo, eu sou o que eu escolhi me tornar.” 

Jean-Paul Sartre,  filósofo e escritor diz : “O importante não é aquilo que fazem de nós, mas sim o que nós próprios fazemos com aquilo que fizeram de nós.”

Ter auto-estima é saber ser merecedor da vida e devemos ir em busca deste merecimento desde a infância

Um comentário:

Luiza Sá disse...

Amei!!
Como é importante trabalhar auto-estima em nossas crianças. Sempre procuro desenvolver Projetos que objetivise esse enfoque. Parabéns pelo artigo.
Te admiro,honro e respeito muito. Luiza Sá (Lú Sá)